Como Funciona – PSQL

Como Funciona

Acesso Transacional e Relacional com o PSQL

Devido à sua arquitetura exclusiva, o PSQL oferece aos programadores dois tipos de acesso aos registros do banco de dados: transacional e relacional. Esta combinação do “melhor dos dois mundos”, de acesso transacional e relacional, permite aos programadores calibrar o desempenho do banco de dados conforme os requisitos específicos do aplicativo do cliente.


Velocidade – Acesso Transacional aos Dados

O método de acesso transacional aos dados incluído no PSQL é o caminho mais rápido e direto aos dados. Ele é ideal para grande volume de transações, onde a velocidade individual das operações é fundamental. Os programadores utilizam o acesso transacional para otimizar o desempenho de aplicativos onde as operações de entrada e saída são conhecidas previamente, como captura e processamento de dados.

O método transacional, ponto vital de muitos dos sistemas baseados no PSQL, oferece acesso aos registros sem o processamento adicional exigido pelos métodos relacionais de acesso aos dados. Os registros são lidos com base na sua localização física ou nos valores dos índices.


O Melhor dos Dois Mundos

O PSQL permite aos programadores criar aplicativos que usam o acesso relacional onde a flexibilidade é necessária, combinado com o acesso transacional nas partes do sistema onde o desempenho é a prioridade absoluta. A característica de “melhor dos dois mundos” do PSQL oferece aos programadores uma vantagem exclusiva no desenvolvimento de aplicativos. Ao combinar uma interface de alta velocidade com uma interface extremamente flexível e sofisticada em um mesmo produto, o PSQL permite aos desenvolvedores oferecer as melhores soluções de negócio para seus clientes.

Compatibilidade com os Padrões do Mercado

É amplamente sabido que os aplicativos definem os requisitos de sistema operacional e hardware dos negócios. Também é amplamente sabido que, infelizmente, nem todos os aplicativos podem ser usados nas mesmas combinações de sistema operacional e hardware. Alguns aplicativos funcionam melhor em estações de trabalho individuais, alguns em cliente/servidor e alguns na Internet. As decisões de plataformas de hardware e sistema operacional devem ser tomadas tendo em mente os requisitos dos aplicativos críticos para o negócio.

Devido às rápidas mudanças na tecnologia, é importante garantir que um negócio não fique “preso” em uma determinada plataforma por causa da sua escolha de aplicativos, ou, pior ainda, por causa da sua opção de infra-estrutura de aplicativos. Os bancos de dados são a tecnologia fundamental nos aplicativos críticos de negócio e devem ampliar as opções de desenvolvimento e implantação para o criador de aplicativos. O banco de dados ideal permite aos criadores:

• Escolher entre uma ampla variedade de ambientes de desenvolvimento

• Oferecer uma grande variedade de opções de implantação, licenciamento e configuração

• Suportar uma ampla diversidade de plataformas e configurações

• Oferecer um excelente desempenho, além de confiabilidade e transparência, aos usuários dos aplicativos e revendedores.

O PSQL oferece flexibilidade e liberdade de escolha, permitindo que os desenvolvedores ofereçam exatamente o que seus clientes necessitam.
O PSQL garante aos desenvolvedores liberdade de escolha, para que usem o seu ambiente de desenvolvimento preferido ao criar seus aplicativos, como Visual Studio, Delphi e C++ Builder, além do método de acesso que melhor atende a suas necessidades. Além disso, a interface de ODBC de alta velocidade do PSQL viabiliza o uso de qualquer ferramenta de programação compatível com ODBC.
Lançado conjuntamente com o PSQL, o SDK (Software Developer Kit, ou Kit de Desenvolvimento de Software) permite aos programadores aproveitar todo o poder e flexibilidade da arquitetura do PSQL. O SDK inclui um conjunto completo de interfaces, componentes e métodos de acesso a dados combinados com aplicativos de exemplo, documentação e tutoriais para programadores de todos os níveis.