Características – Real-Time Backup

Características / Perguntas Chave

Dada a natureza de missão crítica dos seus dados, o custo de negócio na perda ou interrupção de dados é alta. Ao planejar uma estratégia de recuperação de desastre, as duas perguntas chave que devem ser feitas são:

Quantos dados eu posso perder?
Esta é uma pergunta delicada pois perder certos dados é algo inaceitável. Mover rapidamente os dados de seu sistema de missão crítica para um Backup minimiza a perda de dados.

Quanto tempo posso ter um sistema fora do ar (down)?
Esta é uma questão de recuperação de dados. Ter um servidor de banco de dados em modo de espera funcional minimiza o tempo de inatividade. Muitas empresas usam fita de Backup ou clusters como sua estratégia de Backup. Backups em fita possuem um custo baixo e são de certa forma confiável, mas os dados em fita são somente atualizados até o momento que você efetuou o último Backup, portanto este procedimento é impraticável para elaborar Grandes Backups de bancos de dados que se encontram em serviço e ativos. Os clusters dos servidores geralmente oferecem proteção adequada contra falhas de hardware, mas deixa os dados expostos a desastres locais já que a única cópia de segurança de dados é a fita.

Os engines do DataExchange Real-Time Backup são restritos a replicação unidirecional (one-way replication) e a rede de replicação é restrita a dois bancos de dados.